Arquivo do autor:flaviamelas

Sobre flaviamelas

Psicoterapeuta Junguiana - Mestra em Reiki, Practitioner Florais de Bach, ThetaHealing, Apometria Quântica e outros.

A dificuldade em dormir e o medo da morte.

“Do meio dia da vida em diante, só aquele que se dispõe a morrer conserva a vitalidade, porque na hora secreta do meio-dia da vida se inverte a parábola e nasce a morte. A segunda metade da vida não significa … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Reconexão

Imagem | Publicado em | Deixe um comentário

TIRE SUAS MÁSCARAS PARA BRINCAR O CARNAVAL

Foliões aguardam o ano todo a chegada do carnaval, na busca por uma embriaguez da ordem social comum e imposta, os quais intencionam transbordar limites. Limites que fazem surgir máscaras comuns no dia-a-dia, muitas vezes necessárias à sobrevivência no mundo … Continuar lendo

Publicado em C. G. Jung | Deixe um comentário

Amanhecer

Viver é assim. A vida nos presenteia a cada manhã. Ganhamos a chance do recomeço.  Ganhamos a oportunidade do sentir. Sentir a vida com tudo que ela apresenta. Viver é amplificar os sentidos. A qualidade das minhas emoções, interfere na … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

SER ou NÃO SER e o PROCESSO de INDIVIDUAÇÃO

Ser ou não ser eis a questão. Será mais nobre sofrer na alma pedradas e flechadas do destino feroz ou pegar em armas contra o mar de angústias – e, combatendo-o, dar-lhe fim? Morrer; dormir; só isso. E com o … Continuar lendo

Publicado em C. G. Jung | Deixe um comentário

Contos em Ciranda

CONTOS EM CIRANDA discutidos à luz da TEORIA JUNGUIANA Se recontarmos nossa história, permitindo novos enredos, talvez nos reguem a alma, e é possível que em algum momento se transforme em outra, não somente com um novo desfecho, mas também … Continuar lendo

Publicado em C. G. Jung | Deixe um comentário

Tempo de viver coisas novas…

“Diz-se que, mesmo antes de um rio cair no oceano ele treme de medo. Olha para trás, para toda a jornada,os cumes, as montanhas, o longo caminho sinuoso através das florestas, através dos povoados, e vê à sua frente um oceano tão vasto que … Continuar lendo

Publicado em C. G. Jung | Deixe um comentário